Etiqueta: singularidade

porquê.

porquê.

o porquê é o que nos guia. verdadeiramente. ♥
[ e se não caminhamos a partir do nosso porquê, deveríamos! todos nós! ♥]
o porquê é a nossa essência, o que somos. o que nos motiva, o que nos move, o que nos faz sonhar, o que nos faz acreditar, o que nos faz levantar sempre mais uma vez depois de uma aprendizem, é o que nos inspira. e, é muitas vezes com o nosso porquê, que inspiramos tantas outras pessoas.  acredito que o nosso porquê nunca é verdadeiramente só nosso, é de certa forma uma extensão nossa porque nunca caminhamos sozinhos. há sempre alguém que inspiramos com uma palavra, com uma frase, um pensamento ou uma acção.
por isso é tão importante, por cada um de nós e pela humanidade! ♥

e se por alguma razão te sentires perdida, escuta o coração. ele sabe sempre, se aprendermos a serenar o ruído, interno e externo. conecta-te contigo própria, e volta ao início, ao começo, à visão. ao sonho. retoma onde ficaste, nutrindo sempre o quanto já caminhaste.
clarifica o teu porquê. avança. sempre. ♥

[se assim o sentires, manda-me uma mensagem aqui] até já

qual é a TUA ideia?

qual é a TUA ideia?

Qual é mesmo a TUA ideia?

Provavelmente já pensaste em uma ou mais ideias para criar o teu próprio projecto e
e também as perguntas:
Será que Eu consigo? Será que funciona? Será rentável e como faço disto a vida profissional também? Como é que monto tudo para que funcione mesmo? E se não der certo o que é que eu faço?

Estas perguntas fazemos rodas, mas depois.  Antes, é preciso perguntares-te a ti próprio e sem filtros ou seja, sem pensar na parte prática, financeira e sustentável:
– O que é que eu gosto mesmo de fazer?
– O que é que me apaixona?
– O que é me realizada e me faz feliz?
– Como é que eu me sentiria se pudesse fazer do que me apaixona a minha vida?
– Como seria viver todos os dias a fazer o que gosto de fazer?

O que tenho sentido por experiência, é que muitas vezes abraçamos projectos pelas mais diversas razões, para mudarmos de vida, pela questão financeira, por inspiração de outros e muitas vezes pelos resultados que outros têm numa ou noutra oportunidade.
Está tudo certo para uns, não para todos.

O que sei por experiência e o que sinto, é que temos que ter por base a nossa paixão, o que amamos fazer, o que deixa de ser um trabalho e passa a ser um projecto de vida.
Já pensaste por um momento? Para um pouco e pensa.

Qual é mesmo a TUA ideia? (a TUA. Não a dos outros para ti!)

A que tem estado na tua mente há muito tempo?
A que acreditas que te iria fazer feliz?
A que o teu coração sente ser o caminho!

O grande desafio é que o Empreendedor é o seu projecto-de-vida. Se por um lado pode escolher o seu camimho, por outro e para que possa abraçar, gerir e ultrapassar todos os desafios inerentes, primeiro tem que GOSTAR MESMO, AMAR o que escolheu fazer, onde decidiu colocar a sua energia e investir o seu precioso tempo.
É uma parte da fórmula para se construir a casa com as bases certas e sólidas.

Nós, os Empreendedores, temos consciêcnia do nosso valor e que cada um de nós é único e que aporta valor para o mundo com a sua singularidade.
Singularidade. Precisamos descobri-la, abraça-la para depois passarmos à outra parte da fórmula.

O Empreendedoe e a sua Ideia, caminham de mãos dadas!

Estamos no primeiro dos melhores anos!

~ Maria

Sorrir Sempre! ♥

A Tua Mensagem é Importante Para o Mundo!