Etiqueta: descobre o teu potencial

Para Empreender, Começa Por escolher Uma Ideia.

Para Empreender, Começa Por escolher Uma Ideia.

Para Empreender, Começa Por escolher Uma Ideia.

✨ Vejo muitas pessoas que têm um desejo muito forte em criar algo seu, ser (mais) livre, ter mais tempo, passar mais tempo com a família e os amigos, ter uma vida mais realizada e no meio de tantas ideias e da correrria dos dias, acabam por fazer um cockatils de ideias e de decidir ideia nenhuma e de não empreender nada.

Quem por aqui? Também me aconteceu!

Teimamos em pensar que ainda não estamos preparados, que ainda não sabemos tudo o que é preciso saber (como se conseguissemos prever tudo!) que não sabemos ainda fazer as coisas (temos que ouvir mais um video ou fazer mais uma formação!)
✨Somos muito mais capazes do que pensamos e estamos sempre prontos para o momento!

Pensamos que se calhar o que poderemos fazer só vai impactar meia dúzia de pessoas (como se fosse pouco ou menos importante!)
✨Se começarmos por impactar uma pessoa, uma vida, já valeu a pena! e nota, na verdade nunca sabemos toas as pessoas que relamente inspiramos ou impactamos.

Depois olhamos para o lado pelo canto do olho e achamos que nunca vamos fazer daquela maneira ou tão bem quanto! Não vamos mesmo primeiro porque percebemos que não queremos.
✨Cada pessoa é única e esse é o nosso maior tesouro.

Depois vem o perfeccionismo. Seja o que fôr, ainda não está muito bem. Precisamos aperfeiçoar!
✨“Feito é melhor que perfeito”

Somos muito mais capazes do que pensamos! E o que precisamos de fazer, é ser o que somos realmente a agir em conformidade!

Fácil? Nem sempre. Somos um projecto em curso e em aperfeiçoamento. ♥

Abraaço,

Dicas Simples Para Criar Um Plano

Dicas Simples Para Criar Um Plano

| DICAS SIMPLES PARA CRIAR UM PLANO

Muitas vezes não temos que mudar de plano, mas sim executar o plano estabelecido por nós e para nós, o tempo suficiente. Parece óbvio, mas tantas vezes na prática não é!

O que acontece [ comigo e acredito que com uma grande maioria de nós, algumas vezes] é que não damos o tempo suficiente para o mesmo dar o resultado que queremos. Na verdade, não sabemos muito bem o tempo que o nosso plano leva a produzir os resultados e se não o fizermos com consistência, mais fácil será o mesmo possivelmente não funcionar.

Quando é algo importante para nós, ao fazê-lo consistentemente [seguindo a assiduidade estabelecida] acaba por ser um hábito. Se for algo que é para ser executado diáriamente, dizem os estudos que ao final de 66 dias [antes dizia-se que eram precisos 21 dias seguidos para criar um hábito] o hábito está instalado.

Quando falo em plano, estou a falar de um plano que estabeleças para algo que faça sentido para ti. Do mais simples ao mais desafiante, desde ir ao ginásio, caminhar x vezes por semana, realizar alguma tarefa em casa, meditar, caminhar, ler, journal [escrever] ou qualquer outra coisa que queiras, ou algum plano no campo profissional.

Há uma infinidade de coisas para as quais podemos estabelecer um plano desde que seja alinhado connosco e com o que queres realmente alcançar.

Se for algo que exiga menos esforço e que não altere dramaticamente o nosso dia-a-dia é provável que seja mais fácil de executar. Se for algo mais desafiante, poderá concerteza ser feito, lembrando sempre que quanto maior o esforço, maior a probabilidade de nos auto-sabotarmos ou seja, de arranjarmos desculpas para não o fazer.
Pode ser uma boa ideia, começar com algo pequeno que se possa encaixar suavemente no nosso dia-a-dia. Quando está interiorizado e enrazizado, já faz parte do nosso ritmo diário e podemos ir acrescentando outros [micro] planos.

É preciso compromisso para a mais pequena das tarefas que acrescentamos aos nossos dias.

Deixa-me partilhar o que me aconteceu recentemente.
Eu costumava meditar com frequência mas não todos os dias. Há cerca de 2 meses fiz uma Meditação Guiada com o Deepak Chopra e a Oprah de 21 Dias Seguidos, todas as manhãs.
Teve um impacto tão positivo na minha vida e na forma como começava o meu dia e como saía de casa de manhã e de como decorria o meu dia, que criei o plano de meditar todos os dias antes de sair de casa de manhã. Tenha mais ou menos tempo, o benefício é incrível.

Descobri que meditando de manhã antes de sair de casa, me prepara para o dia de uma forma mais serena, mais forte, mais alinhada e mais leve e sobretudo com a cabeça mais fresca.
Se tenho mais tempo faço 20 a 30 minutos e se não, faço nem que seja 3 minutos! O importante é parar aquele tempo antes de sair e me preparar para o mundo!
O meu plano ainda é meditar todos os dias pelo menos 20 minutos. É fácil, é só acordar 20 minutos mais cedo, verdade?!!!

Quando estabeleci como algo que tinha que fazer todos os dias antes de sair de casa, passei a registar as minhas meditações diárias num mapa mensal. Assim, consigo medir a consistência do meu plano como também perceber o impacto que está a ter na minha vida.

ALGUMAS DICAS SIMPLES PARA CRIAR UM PLANO:

 

Estabelece uma Intenção – de que forma vais beneficiar e qual o objectivo

Estabelece uma hora para a Tarefa – escreve na tua agenda a que horas do dia e a que dias da semana vais executar o teu plano

–  Estabelece um dia por semana para preparar a semana seguinte 

– Marca na tua agenda o dia da semana em que vais medir os teus progressos. Verifica se está de acordo com o que estabeleceste ou se o tens que ajustar.

Em caso de necessidade de o ajustares, verifica primeiro se o mesmo teve tempo para produzir os resultados que desejaste e repara conscientemente se o estás a ajustar ou alterar só por adiar, por procrastinação ou para facilitar. Ou se realmente, por se adequar mais a ti e ao que procuras.
Sobretudo, sê sincera contigo própria. É muito fácil nos julgarmos nas mais pequenas coisas. Fá-lo sem julgamentos, com confiança e com compaixão.

– Se assim o sentires, conecta-te com alguém e faz accountability.

Tem sempre em mente que, poderá ser mais fácil criá-lo que executá-lo.
Se falhares um dia, recomeça. Simples.

Uma das formas de medirmos e de nos comprometermos [ainda mais!!! ]  é estarmos conectadas com outras pessoas que caminham connosco e que têm também elas os seus planos. Chamamos de medir resultados ou accountability.

Conectamo-nos com quem se quer aliar a nós, combinamos uma data para nos reunirmos com frequência [não há desculpas porque online é muito fácil ♥] e verificamos como estão a correr os nossos planos.

Estás a seguir algum plano? Como está a correr? Ou precisas de começar algum?

Se sentires que faz sentido para ti, conta-me a tua experiência e
deixa também os teus comentários e dicas! 

Caminhamos Juntas ♥

Nota: Se o teu plano exigir um planeamento maior e se sentires que precisas de ajuda, conecta-te com quem te pode ajudar nesse sentido.

Cuida do PORQUÊ e o COMO tratará de si próprio.

Cuida do PORQUÊ e o COMO tratará de si próprio.

“Cuida do PORQUÊ e o COMO tratará de si próprio.”

Muitas vezes pergunta-mo-nos primeiro COMO vamos fazer algo. Pensamos em mil e uma maneiras, nos timmings, qual o resultado, etc.

Hoje sei, ser mais importante fazermos a pergunta: PORQUÊ? Porque é que decidimos fazer algo em determinada área da nossa vida ou em várias? Parei para pensar nesta acção, foi mais um acto automático ou é o que a maioria das pessoas faria? Este PORQUÊ está alinhado com a minha direcção, os meus valores e a minha essência? Com o que escolhi para a minha vida? Este PORQUÊ vai fazer-me feliz e realizada? Que impacto tem a partir do dia 1 na minha vida?

Qual é o MEU PROPÓSITO MESMO?

Neste exercício de percebermos o Porquê [do que fôr] provavelmente estamos sozinhas na nossa avaliação e é normal. A verdade é que cada uma de nós é única e tem no seu Porquê toda a sua identidade. Sempre nos disseram que deveríamos ser e pensar de forma parecida, dentro da “normalidade”. A verdade é que sabemos hoje ou melhor, começámos a ter consciência que somos únicas, cada uma com uma identidade própria e em busca do que realmente nos faz feliz. Sabemos também que o que é bom para o propósito de uma de nós, poderá não ser bom ou poderá não servir o propósito da outra.

Gosto muito do conceito de comunidade em que respeitamos a identidade própria e caminhamos juntas na diversidade. E sobretudo, criamos um sistema de apoio, uma rede de suporte e a possibilidade de análise por diversos ângulos em que as nossas histórias não só são únicas mas como também se cruzam em diversos pontos. 

O PORQUÊ é a nossa base, a nossa Essência alinhada com o nosso Ser-Criar-Fazer. É o ponto de partida que abre caminho para o COMO e para tudo o resto.

E TU, sabes o qual é o Teu Porquê?
Cuida do TEU PORQUÊ e o Como cuidará de si próprio!
** se fizer sentido para ti, manda-me uma mensagem aqui e partilhamos pensamentos e ideias! ♥
no início de mais um ciclo

no início de mais um ciclo

no início de mais um ciclo, mantemos com carinho no nosso coração. os que ficaram, os que chegaram e os que nunca partiram.
os que moram fora, deixamos ir com carinho. largamos. desejando o melhor, sempre. há caminhos que se cruzam mas que não se alinham. e está tudo certo, só precisamos perceber isto mesmo. todas as pessoas que se cruzam connosco aportam-nos sempre algo e mesmo que não achemos ou sintamos, ficam no mínimo todos os ensinamentos.

no início de mais um ciclo, reconhecemos que podemos não só ser mais, como fazer mais. percebemos que somos os nossos melhores amigos ou/e também os nossos inimigos se não estivermos despertos e alinhados com o o nosso propósito.

percebemos que o importante é escolher o que é intencional e não o que mais fácil ou suposto. que a se coragem  conjuga todos os dias de várias formas e que o amor nos acompanha. o amor por nós próprios e pelo nosso propósito. ♥

lembramos que estamos sempre onde é suposto estarmos, com o compromisso forte e consciente. para muitos de nós o compromisso é o que nos aperta o coração porque sabemos que a partir desse momento, o compromisso deixa de ser só connosco e passa a ser de outros também. por isso precisamos de nos comprometer com a nossa felicidade, acima de tudo. agarramos o coração, abraçamos a fé, acreditamos no amor e definitivamente, arragaçamos a mangas e fazemos acontecer.

no início de mais um ciclo, olhamos para o que ficou por fazer, criar ou ser, e percebemos que na maior parte do tempo demos o nosso melhor. não chegou. é preciso mais. mais entrega. mais invetimento, dormir menos. trabalhar mais inteligentemente, parar para meditar e para alinhar os pensamentos, desejos e intenções.
percebemos que ficámos àquem [do que tínhamos pensado para nós], não com os olhos do julgamento, mas da consciência, sinceridade e da aprendizagem. agarramos em tudo o que aconteceu e planeamos, de novo se necessário e retomamos com ainda mais coragem e com todas as aprendizagens.
pensamos nos nosso desafios como “casos de estudo”. muitas vezes, pensamos que só nós vivemos certas experiências ou certos desafios. não é verdade. muitas pessoas, cada uma com a sua história, vive histórias da mesma cor e tem angústias da mesma forma. pegamos no que vivemos e partilhamos, não para nos expormos mas para com o nosso exemplo podermos ajudar também outras pessoas. eu aprendo e inspiro-me muito com outras histórias. tomamos para nós e para os outros a palavra, cooperação.

no início de mais um ciclo, observamos orgulhosos o tanto que já caminhámos e estamos imensamente gratos pela nossa coragem, entrega e amor que colocámos em todas as coisas que fizemos! ♥
percebemos que neste caminho. aprendemos a olhar para os desafios com outros olhos e com outro mindet, melhorando as perguntas.

no início de um novo ciclo, trocamos o: é impossível. para: como é que eu posso?
[o que seja realmente importante para ti! ♥]
e que este seja um ciclo imensamente feliz para todos nós! ♥♥

[junta-te a nós no grupo! até já!]

love is always the answer!

love is always the answer!

[sobre caminhadas inspiradoras e outonos bonitos! ♥]

 love is always the answer! ♥
existem camas que têm uns braços invisíveis e [acham] que não nos deixam levantar tão cedo como gostariamos.
só que entretanto, respiramos fundo, enchemos o peito de ar e fazemos o nosso cérebro comandar as operações: levanta-te e vai caminhar, meditar, apanhar ar e pôr as ideias em ordem e estimular a tua criatividade.
e assim foi. todo o caminho, lindo, com muitas cores bonitas, ainda muito verde, muito castanho e sobretudo muito amarelo. uma beleza 💛🍂🍁

o caminhar na natureza é uma fonte maravilhosa de equilíbrio, de inspiração e de criatividade.

e quando nos nossos pensamentos, desabafos, perguntas e alegrias, eis que observamos e temos respostas assim, em forma de folhas-com-forma-de-💛[muitas] que nos deixam de contentamento com as coisas simples da vida, mas que na verdade, são as mais importantes.

bom quando nos superamos mais um bocadinho! 
📷 da caminhada de ontem, sem filtros nem tratamentos. ficou um must, acho! 😍

porquê.

porquê.

o porquê é o que nos guia. verdadeiramente. ♥
[ e se não caminhamos a partir do nosso porquê, deveríamos! todos nós! ♥]
o porquê é a nossa essência, o que somos. o que nos motiva, o que nos move, o que nos faz sonhar, o que nos faz acreditar, o que nos faz levantar sempre mais uma vez depois de uma aprendizem, é o que nos inspira. e, é muitas vezes com o nosso porquê, que inspiramos tantas outras pessoas.  acredito que o nosso porquê nunca é verdadeiramente só nosso, é de certa forma uma extensão nossa porque nunca caminhamos sozinhos. há sempre alguém que inspiramos com uma palavra, com uma frase, um pensamento ou uma acção.
por isso é tão importante, por cada um de nós e pela humanidade! ♥

e se por alguma razão te sentires perdida, escuta o coração. ele sabe sempre, se aprendermos a serenar o ruído, interno e externo. conecta-te contigo própria, e volta ao início, ao começo, à visão. ao sonho. retoma onde ficaste, nutrindo sempre o quanto já caminhaste.
clarifica o teu porquê. avança. sempre. ♥

[se assim o sentires, manda-me uma mensagem aqui] até já

dezembro ♥

dezembro ♥

dezembro ♥

é a altura mais bonita do ano. é Natal, é família, é calor, é encontros e reencontros.
é a casa vermelho e dourado, velas bonitas e luzes. mesas elegantes com toalhas bonitas e detalhes amorosos.
é árvore de Natal de luz branca e quente. são os rituais. o chegar a casa e acender as luzes da árvore. e ficar, sentada a olhar, a sua luz e deixar o pensamento voar tranquilo e sentir o coração agradecido. ♥

dezembro. ♥ também é balanço. reflexão. introspecção. é pegar na agenda e correr o ano. avaliar os planos. os que realizámos e os que ainda estão por concluir. é analisar porquê, com os olhos certos e indicadores correctos.
é reavaliar os mesmos. ao dia de hoje, 1 de dezembro, ainda temos tempo para alguns, seguramente [ 31 DIAS] e outros vemos se continuam a fazer sentido.
é parar, por momentos. respirar, meditar, sentir. ouvir o corpo. é prestar atenção aos sinais. ouvir o coração. ♥
corrigir o que for preciso e agradecer muito!
sobretudo e mais importante, sempre com os olhos do amor e da alegria, ver o quanto caminhamos!
bem vindo, dezembro querido! 

A Tua Voz Importa!

A Tua Voz Importa!

A Tua Voz Importa. ♥
A tua voz interior é na verdade determinante. a mais importante .✨ a que te lembra os teus sonhos todos os dias, a que te “obriga” a fazer mais um bocadinho todos os dias porque sabe quão importante é, a que te diz que hoje não estiveste bem e que não deste o teu melhor e que desde que saibas disso, sabe também, que amanhã podes sempre melhorar. ♥
A tua voz interior precisa que lhe dês importância. precisa que a mimes, que a encorajes e que lhe digas que estás atenta e que estás consciente do teu caminho, do teu tempo, da tua entrega.✨
A tua voz interior sabe que a deves escutar, quem deves escutar e a quem te aliares para caminhar contigo. Escuta. Fica atenta aos sinais. Respeita. ✨
A tua voz interior é o teu mais precioso aliado ♥ Mas nota, à tua voz interior tens que pedir que seja honesta, forte, resiliente e ter fé [ver o que ainda não está lá! ☀]. tens que a trabalhar todos os dias, em todos os momentos e em todas as circunstâncias.
Se a tua voz interior vem do coração ♥ então confia. Está tudo certo.♥

Maria * Descobre o Teu Potencial

criar e construir com alegria, sempre!

criar e construir com alegria, sempre!

quando penso no que ainda me falta caminhar e quero construir, penso no tanto que já caminhei e aprendi. é mesmo uma parte tão grande e tão sábia para esse tanto que quero ainda criar! e que o caminhar também é já parte do criar, aprender com o que nos acontece e a observá-lo com as lentes do amor e das possibilidades e desfrutar [tentar muito !] de tudo o que vivemos sempre com a maior alegria! 
estamos muitas vezes focados com o que nos falta e não agarramos com coragem e determinação o tanto que já temos e conquistámos 
para esta semana e para sempre: observar e agarrar o que já temos e construir a partir daí, seja o que for, desde que verdadeiramente significativo para cada um de nós!

Descobre o Teu Potencial! ♥