Que não se tenha pressa, mas que não se perca tempo!

Que não se tenha pressa, mas que não se perca tempo!

Que não se tenha pressa, mas que não se perca tempo!

O equilíbrio entre não apressar o processo sem a clareza necessária [máxima possível porque nunca sabemos tudo] e ao mesmo tempo, não arrastar o mesmo tempos infinitos com as dúvidas e inseguranças inerentes.

Um dos desafios quando estamos a criar um projecto, um negócio, ou algo que seja importante, até mesmo um novo hábito, temos muitas vezes a tendência de ter todos os pormenores detalhados a 100% não avançando porque achamos que falta sempre alguma coisa ou damos algum tipo de desculpa disfarçada .
É verdade. Este processo de base é vital.
E também é tão fácil e comum por causa deste primeiro factor, perdermos tempo.

A grande verdade é que tudo começa pequeno e se pensarmos bem, como teríamos capacidade para assimilar o processo se ficássemos à partida assoberbados com tanta informação e com tanta coisa para fazer e sem ar para respirar?

Por isso começa. Uma coisa, uma tarefa de cada vez. Mantém o ritmo. Sê consistente.
O que acontece muitas vezes é que olhamos para o que queremos fazer como um todo e não o desmontamos em pequenas metas. Naquele momento, parece que precisamos do triplo da energia para realizar aquela simples tarefa.

Quando damos por nós, o tempo está a passar e não realizámos o que queríamos no tempo previsto. E o Tempo, é algo que não volta atrás. Acredito profundamente que, excluindo a Saúde, o Tempo é o nosso bem mais precioso.
Precisamos honrá-lo, sobretudo por nós próprios.

Se fores como eu, preciso de ter o processo escrito. Faço listas, imensas, com cores, sublinhadas.
À medida que vou realizando as tarefas e vou colocando um visto à frente de cada tarefa, é incrível perceber o quanto já avancei e ao mesmo tempo, a sensação de que continuo a avançar.
Por isso é importante medir os nossos progressos.

O sentimento incrível de realização compensa todo o compromisso, trabalho e empenho.

Estamos no primeiro dos melhores anos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao publicar um comentário neste site, concordas com a politica de privacidade do site acerca de como os teus dados são guardados e geridos.